Sem categoria

por que hablamos?

biblioteca passional

Nascemos. E nos dão assim de imediato país e idioma. As primeiras canções, os primeiros afetos, ainda balbuciados, nos chegam aos ouvidos brasileiros. E em dialetos portugueses crescemos em tamanho e linguagem. Nunca se pergunta aos niños em que língua se querem expressar e incansavelmente corrigem às crianças a conjugação dos verbos e os neologismos doces. Nosso amor e fraternidade definem-se em dicionário materno, monolíngue. Hasta que un día nos cheguem pelo rádio, pela tv, pelas telas virtuais, outros sons e diversos sentidos, sim, outras palavras.A descoberta de um outro idioma inaugura nas nossas vidas possibilidades de sentir e ser o que antes jamais ousáramos em nossa língua. As ideias de comunidade e pertencimento descontornam-se para se expandirem. Amamos  a fonética e a sintaxe estranha que despertam em cada um de nós o estrangeiro que nos habita. E nos transformamos em outros – personagens? – cada vez que deixamos escapar…

Ver o post original 670 mais palavras

Welcome to elvidner!

Bom, pra inicio de conversa vou contar com que intenção criei o blog: Um trabalho escolar.

E já que temos que fazer um blog, por que não fazer um blog legal e compartilhar um pouco das coisas que sei?

Eu tenho gostos bem variados, estudo bastante coisa por cursos e por conta própria, como astronomia, astrologia, publicidade, marketing, mitologia (principalmente a nórdica, mas gosto de grega também) entre diversas outras coisas, posso falar um pouco sobre cada assunto, dependendo do interesse dos leitores do blog. Então se eu ver que posts sobre mitologia  tem uma melhor aceitação do que os posts sobre astrologia, por exemplo, eu darei mais destaque a mitologia. [Off: sinceramente creio chegue a acontecer… Ninguém quer saber sobre astrologia, pelo menos não de forma séria.]

Terão também publicações sobre livros e filmes que gosto, assim como desenhos e personalização.

Bom, basicamente é isso.

Até mais!